sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Acontecimentos #1



Ontem o dia começou e acabou bem 😊

Já hoje.. deve ser a “depressão Hélene”, que a coisa está mesmo brava!

Ontem acabamos o dia com a novidade de que a cozinha dos nossos sonhos, poderá ser mesmo nossa… acabamos o dia a pensar que os sonhos se tornam mesmo realidade.

Hoje o dia começa.. vou a sair de casa e o portão de casa não abre, conclusão não consigo sair casa.. achamos que era uma falha de luz, devido ao temporal… esperamos, ligamos para a EDP e aguardamos.. às 11h a luz volta, pensei “finalmente vou trabalhar!”.

Mas não.. o problema não era da luz, era do motor do portão… oh sorte! Pensei eu…
Liga-se pra este, liga-se pra quele, lá veio o meu sogro deitar a mão à coisa… e o meu marido conseguiu abrir depois o portão manualmente e saio de casa, finalmente…

Vou a caminho do escritório, ele liga-me e … o cão desapareceu… porque o portão teve que ficar aberto e ele aproveitou-se e pisgou-se… só penso: “tenho que voltar para lá, para o ajudar… como o B. estava a dormir, eu tenho que estar por casa, para ele poder ir procurar o cão!”

Vou a caminho de lá… liga-me: “O Ice já apareceu, podes ir trabalhar descansada.”

Uffffff, já estava a ficar de coração apertado… conclusão: de manhã já não tive cabeça para o trabalho… fui para a minha loja favorita gastar uns €€€ lol… fiquei muitooooo melhor :D

De facto os dias não são todos iguais… só espero que este termine pelo menos de forma calma… já não peço que termine como ontem, mas que termine pelo menos de forma relaxada.

Aguardem-me…

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Memórias #1


De regresso…

Hoje quero deixar aqui escrito algo que me aconteceu e ainda não tinha acontecido desde o nascimento do Baby Benjamim.

Hoje pela primeira vez, em sete meses, tive os meus dois meninos no colo… foi uma emoção… estar a sentir o cheiro dos dois no meu colo, vê-los a interagir no meu colo, ver o sorriso rasgado do Benjamim por ver o irmão a fazer-lhe brincadeiras.

Ainda não tinha acontecido, primeiro por falta de oportunidades e segundo porque o Vicente só agora começa a interagir mais com o irmão e a achar-lhe graça.

Nem se tratava de ciúmes (apesar de os ter obviamente!), era mais não lhe achar piada porque ele não fazia nada… agora não, agora o Benjamim já gatinha, já se senta, tem outra graça que até aqui não tinha.

Fez ontem sete meses e finalmente começa a chegar o tempo que os dois vão estar mais entretidos… e sobra menos para nós enquanto pais!

A felicidade persiste e por isso sou eternamente grata, por tudo que a vida me tem proporcionado… e por ser uma mãe de coração cheio.

Aguardem-me…

(imagem com direitos de autor, retirada do seguinte site: https://www.pinterest.pt/esquadrisouza/o-poderoso-chefinho/?lp=true)

quinta-feira, 8 de março de 2018

No dia 2 de Março de 2018…


Com 21 semanas e dois dias comecei a sentir o meu segundo príncipe pela primeira vez.

Confesso que esta gravidez não tem corrido com o mesmo estado de graça que correu a primeira, não por problemas que tenha, porque Graças a Deus nesse campo corre tudo bem, ou seja, está tudo bem com a mãe e o bebe… o que sinto é que já passei da idade para estar grávida, ando mais impaciente e ansiosa para que ele nasça, por mim podia ser já amanhã…

Ao mesmo tempo é uma emoção… já fiz a eco morfológica e é uma felicidade vê-lo crescer, vê-lo a desenvolver tão bem, já está tão grande! Sinto no meu íntimo que vai ser parecido com o irmão mais velho, que vão ser dois meninos muito cúmplices e muito parecidos (feelings de mãe!).

Aguardo-te ansiosamente meu Benjamim <3 p="">

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

"Se amanhã eu não estiver cá..."

Um texto de uma mãe para um filho, que todas as pessoas deviam ler!
Se amanhã eu não estiver cá…
“Há dias em que não me é fácil saber que não chego para as encomendas, que me questiono ser a mãe que precisas, que fico com os nervos em franja e não tenho a calma suficiente para falar contigo e fazer-te entender que apenas quero o melhor para ti. Que o teu bem é a minha felicidade maior e o motivo pelo qual eu vivo.
Às vezes olho para ti e perco-me em pensamentos de como será que vês o mundo e como encaixarás nele ao longo da tua vida. Não consigo evitar de pensar na minha mãe, que me conhecia tão bem que sabia exatamente o tipo de filho que eu teria. Também ela certamente pensou vezes sem conta no meu futuro e no dos meus irmãos, principalmente quando soube que não iria estar para nos acompanhar e fazer parte dele.
Se amanhã eu não estiver cá meu filho, não quero saber se dobras o pijama ou se andas descalço no chão frio.
Quero apenas saber que escolhes o caminho do bem, que respeitas as escolhas dos outros e não deixas que desrespeitem as tuas. Aceita as partidas da vida como experiências que te enriquecem e ainda que chores, não te prendas a elas.
Voa o mais alto que possas fora e acima de tudo dentro de ti. Encontra o silêncio da respiração e aprende a estar sozinho porque é aí que a maior parte das respostas residem, em ti.
Não optes pelo fácil só porque é fácil e aquilo que fizeres, faz com dedicação e com amor (ainda que em alguma altura pareça o contrário isso será sempre recompensado).
Ajuda quem podes e não fiques à espera que te ajudem, mas também não recuses a ajuda quando ela chegar.
Fica atento, porque há sempre alguém por perto merecedor do teu amor mas também há quem não o mereça de todo. Aprende a distingui-los e não desperdices a tua energia.
A vida pode não ser nada daquilo que esperas dela, mas será sempre essa tua coragem, determinação e sentido de humor que te farão único e que servirão de ferramentas para te adaptares aquilo que virá.
Se amanhã eu não estiver cá para te dar a mão e a vida apertar, lembra-te que ela é como o mar com ondas intercaladas ora de alegria ora de revolta … por isso nas ondas pesadas, respira, mergulha e deixa-as passar.
Quando vieres à tona já tudo aliviou!
Com amor da mãe.”
Autor/Fonte: Mum to son

*

É isto e muito mais... :)

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

10 anos de blog…

Tenho-o desde 2007, como é possível já terem passado 10 anos?
Tanto tempo.
Volto e meia venho cá e releio algumas das coisas que fui escrevendo e que me trás lembranças, onde parece que tudo aconteceu ontem.
De uma coisa estou orgulhosa e gabo-me por isso tornei-me numa mulher, mãe, esposa que nunca pensei ser capaz de o ser, superei-me a mim mesma, nasci mesmo com o dom do lar.
O meu lar, a minha família é onde encontro o meu equilíbrio, sem eles não sou nada.
Antes de 2007 também houve uma vida! Parece que foi outra vida, com outro rumo … antes da internet, antes de ter entrado para a Universidade, antes de ter conhecido o meu marido…
E ao olhar para trás recordo uma miúda, um pouco sem objectivos, sonhadora sim, mas acomodada com o que tinha, mas a verdade também é que aquilo era o suficiente para ser feliz…
Para tudo há um tempo e uma vontade!
A miúda cresceu a todos os níveis e a vida deu uma volta.
O blog será para continuar… gosto de cá vir… gosto de escrever as minhas coisas e andar por aqui.


Aguardem-me …  

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

22 meses

Hoje o meu Vi faz 22 meses... esta foto que hoje partilho foi tirada no dia em que ele fez 10 meses, há precisamente 1 ano atrás... o tempo está a passar demasiadamente rápido... uns dias desejo que assim seja, outros dias simplesmente desejo que ele fique bebe para sempre... o que importa é que sinto e sinto mesmo, com todas as minhas forças e sensações possíveis e imagináveis, que estou a aproveitar todos os momentos e a sugar todos estes sentimentos maravilhosos que o papel de mãe me dá... sem dúvida que é o melhor papel da minha vida. É um amor que não se explica, apenas se sente.


quinta-feira, 22 de setembro de 2016

*a música do momento...*