domingo, 14 de novembro de 2010

O prometido é devido...


Naquele trilho secreto
Com palavras santo e senhá
Eu fui língua e tu dialecto
Eu fui lume e tu foste lenha

Fomos guerras e alianças
Tratados de paz e péssangas
Fomos sardas pele e tranças
Popeline seda e ganga

Recordo aquele acordo
Bem claro e assumido
Eu trepava um eucalipto
E tu tiravas o vestido

Dessa vez tu não cumpriste
E faltaste ao prometido
Eu fiquei sentido e triste
Olha que isso não se faz

Disseste que se eu fosse audaz
Tu tiravas o vestido
O prometido é devido

Rompi eu as minhas calças
Esfolei mãos e joelhos
E tu reduziste o acordo
A um montão de cacos velhos

Eu que vinha de tão longe
(do outro lado da rua)
Fazia o que tu quisesses
Só para te poder ver nua

Quero já os almanaques
Do fantasma e do patinhas
Os falcões e os mandrakes
Tão cedo não terás novas minhas

Ontem fui vê-lo e ouvi-lo e adorei...
Das músicas que conhecia menos,
esta era uma delas... que fiquei a adorar :)

Aguardem-me...

4 comentários:

Sofia disse...

adoro :)

Krt disse...

É linda esta música... e ele é um grande senhor da música...
bjs

Jorge Rita disse...

Esta música, por muitas razões conexas, dá nome ao meu blog.

"Recordo aquele acordo
Bem claro e assumido
Eu trepava um eucalipto
E tu tiravas o vestido"

Isa disse...

Cara anónima,

que me segue tão cegamente, rs

só pra lhe dizer que acho que se enganou no blog... ;)