quinta-feira, 2 de agosto de 2007

Voar..




É isso aí

Como a gente achou que ia ser,
A vida tão simples é boa, quase sempre!

(Quase sempre, grande verdade esta… será que às vezes compensará complicar?!)

É isso aí

Os passos vão pelas ruas,
Ninguém reparou na Lua,
A vida sempre continua.

(Eu reparo sempre na Lua… fascina-me, a luz do luar… encanta-me!)

Eu não sei parar de te olhar,
Eu não sei parar de te olhar…
Não vou parar de te olhar…
Eu não me canso de olhar…
Não parar de te olhar…

(eu sei… eu canso-me… afinal isto não passa de uma cantiga!)

É isso aí

Há quem acredite em milagres,
Há quem cometa maldades,
Há quem não saiba dizer a verdade!

(Já acreditei mais.. mas deve ser normal perder a crença volta e meia.. maldades não cometo.. seria incapaz, e a verdade digo sempre.. quem me conhece sabe que sou muito transparente.. logo não consigo..)

É isso aí

Um vendedor de flores,
Ensina seus filhos…
A escolher seus amores!

(Era fácil se bastasse ensinar.. mas lá está os sentimentos é algo que não se controla.. falo, por mim claro.. porque conheço quem os controle.. não sei como, mas acreditem há pessoas assim.. porque não quero acreditar que fui iludida.. adiante..)

Eu não sei parar de te olhar,
Não sei parar de te olhar…
Não vou parar de te olhar…
Eu não me canso de olhar…
Não vou parar de te olhar…

(…)

E assim partilho com vocês mais uma música que me fascina.. que me faz “voar”.. atrevi-me a colocar uns parênteses pelo meio com os comentários meus.. espero que vos dê asas e também vos faça voar.. mas voem baixinho para a queda depois não ser muito dolorosa… quem avisa…

Aguardem-me..




Sem comentários: