terça-feira, 28 de agosto de 2007

Rupturas...



Só a palavra e a maneira como soa é negativo… mas quando é preciso, é preciso mesmo… por mais que custe, por mais que se sofra, é necessário…

É preciso o rompimento… cortar o elo… porque senão a vida pode estancar, pode parar… apenas porque não há coragem para tal…

Não precisa obrigatoriamente de existir uma desavença entre os seres… basta cairmos no nosso bom senso e percebermos e chegar à conclusão que de facto o afastamento é o melhor… seja em que contexto for…


E então quebra-se o laço… há quem sofra, há quem não sinta… pode-se ter que enxugar lágrimas…

Há quem haja audaciosamente… há que louvar certas e determinadas ousadias… e ser-se arrojado nas suas atitudes e nas suas tomadas de decisões sem olhar para trás…

E seguir com a nossa vida, traçarmos o nosso destino… com arrependimentos ou não… apesar de até por vezes pensarmos que esse arrependimento até poderá vir a surgir um dia… um dia em que possamos pensar que agimos mal, muito mal… e já ser tarde… e temos que aprender a viver com isso…


Eu aprendi…

Aguardem-me…

12 comentários:

Anónimo disse...

Um dia lá à frente, se olhares para trás, verás que estarei a olhar para ti, de braços abertos para te receber.
Nada é ao acaso, de tudo tiramos "lições".
Se um dia fiz muito para nos juntarmos, tu com o pouco que fizeste nos separaste... Acredito que um dia lá à frente tudo será ao contrário.
Guardo o teu cheiro em partes do meu corpo e a cada olhar meu sinto o teu. As minhas tuas recordações fazem-me sempre sorrir.
Um adeus e, que seja transformado num até já.
Beijo.
Ass.: (Eu!)

Only Me... disse...

Tu,

"Se um dia fiz muito para nos juntarmos, tu com o pouco que fizeste nos separaste... Acredito que um dia lá à frente tudo será ao contrário."

Quero que me expliques isto...

Beijo-te e sorrio-te... :)

Um Momento disse...

E eu já tinha andado aqui a ler-te:o))
Não comentei , nem sei porquê
Muito belo este espaço
Os meus sinceros parabéns
Deixo um beijo agradecido e sorridente
(*)

Only Me... disse...

um momento,

fiquei lisonjeada... muito obrigada pela simpatia e pelas visitas... vou tomar a liberdade de a "linkar" aqui no meu cantinho, tão especial...

Um beijo e um sorriso :)

nana disse...

e aprendemos.
e vivemos.
e isso
é que
conta
no final
no início
de tudo
o mais.

Only Me... disse...

nana,

... e a vida é uma eterna aprendizagem e morremos com pouco saber... resta-nos vivermos intensamente o que há p viver...

:-)

Miguel disse...

Senti que esta abordagem foi muito "sua", mas o mais engraçado, é que por momentos me senti eu mesmo a escrevê-lo. Cada palavra, cada pontuação,pareciam meus.. Não lhe quero "roubar" o mérito do texto, porque é seu! e só seu!! Quero apenas dizer-lhe que, em determinadas fases da nossa vida é obrigatório que haja rupturas. Sejam elas quais forem. Mesmo que se sofra, mesmo que nada se sinta, são nessas rupturas que tiramos elações muito importantes da nossa vida. Da que passou, da que temos actualmente e da que iremos ter se Deus quiser.. À BEM POUCO TEMPO também eu senti na pele a força de uma ruptura.. ruptura essa que foi por um lado forçada; mas que após uns dias de separação pude constar, que foi a melhor coisa a ser feita, e a melhor que podia ter acontecido. Porquê? Porque hoje, tudo é diferente..É como se houvessem ponteiros a serem acertados; arestas a serem limadas.. e essa Ruptura ajudou-me a perceber que por vezes basta um pequeno afastamento para entender que a vida não pode ser vivida apenas a um..

Continue..

:)

Only Me... disse...

Miguel,

...nem mais :-)

continuo e aguardo-o sempre...

Andrea disse...

Pode ser que aguardes podes.. rs

Only Me... disse...

hum... não? lol

Andrea disse...

rs

Only Me... disse...

andrea,

:-)

"Se amanhã eu não estiver cá..."

Um texto de uma mãe para um filho, que todas as pessoas deviam ler! Se amanhã eu não estiver cá… “Há dias em que não me é fácil saber q...