terça-feira, 21 de agosto de 2007

Momentos...


Mais um, entre tantos… mais um, entre muitos que ainda virão… mais um, em que foste meu em que fui tua… mais um, que fica para eternidade… mais um, para mais tarde recordar…


Um momento único em que nos perdemos no infinito dos nossos corpos… perdemo-nos e sei que nem eu nem tu nos queremos achar e queremos é nos consumirmos mutuamente… arrebatadamente, imprudentemente, impulsivamente, apaixonadamente…

Instantes em que o mundo à nossa volta pára… nada mais existe a não ser os nossos seres… momentos que passam num ápice ao teu lado… o tempo voa… conseguimos proporcionar, eu e tu, momentos inigualáveis que jamais pensei que pudessem existir…


Ensejos que desespero que se repitam… e que assim seja sempre quando eu menos espero… que me surpreendas sempre…


Tomas-me impetuosamente nos teus braços, sem margem para manobra… oferecemo-nos um ao outro, sem medos, sem receios… beneficiamo-nos disso, deleitamo-nos como ninguém e tiramos maior proveito de todo o momento…

Momento singelo, puro… onde persiste acima de tudo um bem estar, um bem querer…

Aguardem-me…

Sem comentários:

"Se amanhã eu não estiver cá..."

Um texto de uma mãe para um filho, que todas as pessoas deviam ler! Se amanhã eu não estiver cá… “Há dias em que não me é fácil saber q...