sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Os Tribalistas - Velha Infância

Você é assim
Um sonho pra mim
E quando eu não te vejo

Eu penso em você
Desde o amanhecer
Até quando eu me deito

Eu gosto de você
E gosto de ficar com você
Meu riso é tão feliz contigo
O meu melhor amigo é o meu amor

E a gente canta
E a gente dança
E a gente não se cansa

De ser criança
Da gente brincar
Da nossa velha infância

Seus olhos meu clarão
Me guiam dentro da escuridão
Seus pés me abrem o caminho
Eu sigo e nunca me sinto só

Você é assim
Um sonho pra mim
Quero te encher de beijos

Eu penso em você
Desde o amanhecer
Até quando eu me deito

Eu gosto de você
E gosto de ficar com você
Meu riso é tão feliz contigo
O meu melhor amigo é o meu amor

E a gente canta
E a gente dança
E a gente não se cansa

De ser criança
Da gente brincar
Da nossa velha infância.

...

Porque adoro... porque me apetece partilhar este momento com todos vocês...

sejam sempre assim... ;-)

Aguardem-me...

Pensamentos... II


"É triste falhar na vida, porém mais triste ainda é não tentar vencer."


Roosevelt


Aguardem-me...

Se eu fosse…


Um desafio do Blog da kissinha… para despertar a nossa imaginação…

Se eu fosse uma árvore... seria um eucalipto… porque adoro o seu cheiro forte, quando ando pelo meio do monte.


Se eu fosse um símbolo químico... também seria o oxigénio (h2o)… o ar que respiro…

Se eu fosse um animal... seria um golfinho… adoro a sua liberdade, a sua inteligência, e o facto de ser um ser marinho, fascina-me o Mar…

Se eu fosse um carro... Smart, adoro… ;-)

Se eu fosse uma música... seria, neste momento e porque a música me diz muito, "Encosta-te e mim", porque adoro me encostar… então a ti, nem imaginas quanto…

Se eu fosse apenas uma palavra… também seria um sorriso, faz parte de mim… sem um sorriso não sou eu…

Se eu fosse um gesto... seria um toque, um “cafuné”, acariciar o rosto, o cabelo… um gesto com sentimento.

Se eu fosse uma profissão... seria a minha futura profissão, Solicitadora, é algo que gosto de fazer.

Se eu fosse uma estação do ano... seria o Verão… praia, calor, sol, areia, Mar… enfim… descanso…


Se eu fosse uma figura mítica... seria (não sei se seria lol), mas gostaria de ser uma Deusa…


Se eu fosse um livro... seria a “Alquimia do Amor” de Nicholas Sparks… por me rever no livro e por o Amor sempre nos surpreender, quando se acha que não há volta a dar.


Se eu fosse uma comida... seria qualquer um que levasse Bacalhau lol… adoro ;-)


Se eu fosse uma personagem de um conto... seria a Pequena Sereia, mais uma vez por estar relacionado com o Mar…


Se eu fosse um líder... também não seria nenhum, não tenho jeitinho nenhum para mandar.

Se eu fosse uma peça de mobiliário... seria um sofá… adoro refastelar-me no meu sofá lol.

Se eu fosse um elemento da natureza... seria o ar… por todo o significado que tem para mim… sendo o principal a sensação de liberdade que me dá.


Agora desafio:
Cristiana
Andrea
Pedro Soares
Miguel

E quem mais quiser imaginar…

Aguardem-me…

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

“Mais do que ontem, menos que amanhã…”



Como já disse por aqui ando a ler o livro “Os amores de Salazar”, de autoria de Felícia Cabrita.

Hoje li uma passagem, que adorei… e que transmite um pouco a minha maneira de ser e de estar… “Mais do que ontem, menos que amanhã”…

Descreve talvez um pouco a minha filosofia de vida nos últimos tempos… “vive o agora, porque não saberás se terás o de agora amanhã…”

Mas sendo sempre eu própria…

Mas hoje ao ler aquela frase sábia, do meu ponto de vista, achei muito curioso… porque a frase no livro estava em francês… e eu estava acompanhada por uma pessoa que apesar de cá já estar há alguns anos, ele é francês… pensei eu: hum, será algum sinal…

Quem sabe…

Li-lhe a frase e ele sorriu e disse-me: gosto muito de ti! E eu sorri de volta… (o que eu disse não interessa nada lol).


E têm sido assim os meus dias vividos… tentando sempre viver e aproveitar mais que ontem… que amanhã eu viva muito mais e aproveite mais ainda…

Porque a vida é para ser vivida na sua plenitude e que acima de tudo nos deixem vivê-la assim… e sendo em boa companhia ainda melhor…


Aguardem-me…

terça-feira, 28 de agosto de 2007

Sintam...

(This Mortal Coil - Song To The Siren (loud vers.))

Aguardem-me...

Rupturas...



Só a palavra e a maneira como soa é negativo… mas quando é preciso, é preciso mesmo… por mais que custe, por mais que se sofra, é necessário…

É preciso o rompimento… cortar o elo… porque senão a vida pode estancar, pode parar… apenas porque não há coragem para tal…

Não precisa obrigatoriamente de existir uma desavença entre os seres… basta cairmos no nosso bom senso e percebermos e chegar à conclusão que de facto o afastamento é o melhor… seja em que contexto for…


E então quebra-se o laço… há quem sofra, há quem não sinta… pode-se ter que enxugar lágrimas…

Há quem haja audaciosamente… há que louvar certas e determinadas ousadias… e ser-se arrojado nas suas atitudes e nas suas tomadas de decisões sem olhar para trás…

E seguir com a nossa vida, traçarmos o nosso destino… com arrependimentos ou não… apesar de até por vezes pensarmos que esse arrependimento até poderá vir a surgir um dia… um dia em que possamos pensar que agimos mal, muito mal… e já ser tarde… e temos que aprender a viver com isso…


Eu aprendi…

Aguardem-me…

segunda-feira, 27 de agosto de 2007


Voa para bem longe…


Crias-te asas e resolves-te partir… já há muito tempo que te tinha incentivado de tal… mas tinhas que ser tu a encontrar o teu caminho… e por mais que me custe, apesar de tu achares que não, eu deixo-te voar…

Quero que voes bem alto… que percorras caminhos que desconheças… que aprendas com os percalços que a vida te possa trazer… espero que não te traga muitos e tenhas uma vida bela e serena… com voos sempre muito altos e muito à frente…

E eu terei de me habituar a não ter a tua atenção… porque és uma andorinha do mundo e não minha…



Dedico-te

VOE

Voe, voe pequena asa

Voe para além da imaginação

A mais suave das nuvens

O mais branco dos pombos

Acima do vento do céu de amor

Ultrapasse os planetas e as estrelas

Abandone este nosso mundo solitário

Escape da dor e do sofrimento

E voe de novo...

Voe, voe preciosidade

Sua jornada sem fim começou

Leve sua gentil felicidade para longe

Bela demais para isso

Atravesse para o outro lado

Onde existe paz para todo sempre

Mas mantenha esta lembrança triste e linda

Até nós nos encontrarmos

Voe, voe pequena asa

Voe para onde somente os anjos cantam

Voe para bem longe

A hora é agora

Voe agora e encontre a luz...

Fly

by Celine Dion



Aguardem-me…

domingo, 26 de agosto de 2007

A lua que eu te dei

Posso te falar dos sonhos
Das flores
De como a cidade mudou
Posso te falar do medo
Do meu desejo, do meu amor...

Posso falar da tarde que cai
E aos poucos deixa ver
No céu a Lua
Que um dia eu te dei...

Gosto de fechar os olhos
Fugir do tempo
De me perder
Posso até perder a hora
Mas sei
Que já passou das seis...

Sei que não há no mundo
Quem possa te dizer
Que não é tua
A Lua que eu te dei...

Prá brilhar
Por onde você for
Me queira bem
Durma bem
Meu Amor...

Eu posso falar
Da tarde que cai
E aos poucos deixa ver
No céu a Lua
Que um dia eu te dei...

Prá brilhar
Por onde você for
Me queira bem
Durma bem
Meu amor...

Durma bem
Me queira bem
Meu Amor...

A Lua que eu te dei!
A Lua que eu te dei!
A Lua que eu te dei!...
...

Ainda não dei... mas a Lua será pouco...

Aguardem-me...

Para ti... Minha querida Mãe


Mãe, tu és...


"Mãe, tu és a mais esplendorosa das mulheres,

Teu colo é o mais acolhedor dos colos,

Teu beijo é o mais doce dos beijos,

Teu carinho é o mais confortante dos carinhos,

Teu sorriso é o mais singelo dos sorrisos,

Teu abraço é o mais energizante dos abraços,

Teu olhar é o mais puro dos olhares,

Tua pele é a mais macia das peles

E seu amor é o mais verdadeiro de todos os amores.

Por essa razão, tenho orgulho de dizer:Eu te amo,

Sempre vou te amar,

Aconteça o que acontecer,

Nunca ninguém conseguirá nos separar."


de Nathasha Chrysthie Martins da Silva

Rio de Janeiro - RJ - por correio eletrônico


Para ti minha querida Mãe… para ti porque hoje fazes anos, mas bem sabes que estás sempre presente… mas fica por aqui também a minha pequena homenagem para ti.

PARABÉNS MÃE

Aguardem-me…

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

161

Este desafio foi-me lançado pela minha querida Cristiana… diz ela “que é bem diferente dos que já foram surgindo.” E eu concordo, ora vejam…

Aqui fica:
1- Pegar no 1º livro que tiverem por perto.
2- Abrir na página 161
3- Procurar a 5ª frase completa.
4- Transcrevê-la para o vosso blogue
5- Não devem escolher o livro nem a frase. Tem mesmo que ser do livro que estiver mais perto e a 5ª frase da página 161.
6- Passar o desafio a 5 pessoas

O resultado do meu desafio é a 5ª frase da página 161 do livro "Os Amores de Salazar", de Felícia Cabrita, tem sido uma das minhas companhias nestas férias.

A frase é:
"E o homem não vacilou: “É claro, separei-me logo.”."

Fiquei a pensar na frase… e no que poderá querer dizer…

Fica o desafio para:
- Pedro Soares
- kissinha
- Patrícia (Green)
- Anabela (Xuva)
- Rosa (Inês…)

Aguardem-me…

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Mais palavras para quê...

Aguardem-me...

7 factos casuais

O meu primeiro desafio, e desafiada ainda por cima pela minha “inspiradora” a Andrea… factos casuais, ora bem… 7 episódios da minha vida… acontecimentos esporádicos que aconteceram…

1 - O meu nascimento… já sei que me vão chamar de egocêntrica (quero lá saber lol)… mas não foi casual… fui uma filha desejada…

2 - A perda da minha avó materna… foi algo que me marcou bastante… fui praticamente criada por ela até entrar para o ciclo… primeira vez que senti o sentimento de perda…
3 - Acabar a escola e começar a trabalhar… um momento de viragem na minha vida…

4 - Entrar na faculdade… um objectivo concretizado…

5 - Terminar uma relação com 5 anos… complicado muito complicado…

6 - O euro 2004… foi um acontecimento desportivo que marcou o país… e a minha cidade foi uma das privilegiadas de receber alguns jogos… foram momentos intensos…

7 - Este meu cantinho… é muito especial para mim…

E pronto… finito, done lol… resta-me eleger 7 vitimas lol:

Barba por fazer
Kissinha – Um sorriso para ti…
Green
Xuva – Um café & Um cigarro II
Coragem
Inês – CoisasDeDentroDeMim
Charmoso – Palavras Sensuais

Aguardem-me...

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Poemas... III




Chamamento


Da margem do sonho

e do outro lado do mar

alguém me estremece

sem me alcançar.



Um bafo de desejo

chega, vago, até mim.

Perfume delido

de impossivel jasmim.



É ele que me sonha?

Sou eu a sonhar?

Sabê-lo seria

desfazer, no vento,

tranças de luar.

Nuvens,

barcos,

espumas

desmancham-se na noite.



E a vida lateja, longe,

num outro lugar.



(Luísa DaCosta)




Aguardem-me...

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Momentos...


Mais um, entre tantos… mais um, entre muitos que ainda virão… mais um, em que foste meu em que fui tua… mais um, que fica para eternidade… mais um, para mais tarde recordar…


Um momento único em que nos perdemos no infinito dos nossos corpos… perdemo-nos e sei que nem eu nem tu nos queremos achar e queremos é nos consumirmos mutuamente… arrebatadamente, imprudentemente, impulsivamente, apaixonadamente…

Instantes em que o mundo à nossa volta pára… nada mais existe a não ser os nossos seres… momentos que passam num ápice ao teu lado… o tempo voa… conseguimos proporcionar, eu e tu, momentos inigualáveis que jamais pensei que pudessem existir…


Ensejos que desespero que se repitam… e que assim seja sempre quando eu menos espero… que me surpreendas sempre…


Tomas-me impetuosamente nos teus braços, sem margem para manobra… oferecemo-nos um ao outro, sem medos, sem receios… beneficiamo-nos disso, deleitamo-nos como ninguém e tiramos maior proveito de todo o momento…

Momento singelo, puro… onde persiste acima de tudo um bem estar, um bem querer…

Aguardem-me…

Pensamentos... O primeiro...


Não confundas o amor com o delírio da posse, que acarreta os piores sofrimentos. Porque, contrariamente à opinião comum, o amor não faz sofrer. O instinto de propriedade, que é o contrário do amor, esse é que faz sofrer. (...) Eu sei assim reconhecer aquele que ama verdadeiramente: é que ele não pode ser prejudicado. O amor verdadeiro começa lá onde não se espera mais nada em troca.


(Antoine de Saint-Exupéry, in 'Cidadela')
Aguardem-me...

Preto e branco...

Porque há imagens que valem mais que mil palavras... e porque gosto muito do contraste... deixo-vos aqui estas imagens... para sentirem...

Aguardem-me...

domingo, 19 de agosto de 2007

Olhares...


Olhar meigo
Olhar perdido
Olhar sedutor
Olhar doce
Olhar arrebatador
Olhar amável
Olhar cativante
Olhar encantador
Olhar apaixonado…

Não me olhes assim… mas não fujas, não me vires as costas que é pior, muito pior… olha-me com meiguice que gosto… olha-me com profundidade para não mais me esquecer desse olhar…

Olha-me em silêncio e como se fosse a primeira vez… perde-te comigo… perde-te no meu olhar… ou acha-te… acha-te em mim…

Torno a perder o meu olhar nessa água que corre por ti… que corre pelo teu corpo… só sinto vontade de olhar e deslumbrar com tal imagem… apenas contemplar-te num tempo que pára… num momento único…

O teu olhar encontra-se com o meu... olhar doce… finalmente o tão desejoso encontro de olhares que nos fascina e maravilha… não são precisas palavras… entendemo-nos em harmonia…

Há algo que transborda da nossa troca de olhares… algo que nos cativa, que nos encanta, que nos apaixona… seduz-me, envolve-me e leva-me para esse mundo só teu… encandeia-me com o teu olhar… prende-me para sempre nesta troca de olhares… e jamais desvies os teus olhos dos meus…

Aguardem-me…

sábado, 18 de agosto de 2007

Mar...


…ar que respiro
…água que me lava a alma
…aroma que me deixa extasiada
…ondas que me arrebatam
…imensidade que se apodera de mim
…meu abismo onde gosto de me perder e achar…

…é este o meu Mar… só meu… e o teu talvez seja igual… talvez o sintas da mesma forma que eu… quando te deparas com tal imensidão, que me encanta…

…ele lava-me os meus desencantos… desdobra as minhas emoções e faz-me ver tudo com uma clareza muito mais límpida…

…gosto dele pela manhã, ao acordar… gosto dele à tarde, quando me refresca… gosto dele ao fim do dia, com o belo pôr do sol como cenário caindo no horizonte… gosto dele à noite com o céu estrelado reflectindo no oceano…

Meu mar… meu tudo… meu recanto… conforta-me nos bons e maus momentos… ainda bem que és imenso e me lavas as lágrimas… sei que contigo posso contar sempre…

Mar com história o nosso… que nos orgulha… grandioso, nobre, magnificente, sublime… assim é o nosso mar… o meu e o teu… o nosso…

Aguardem-me…

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Valsinha

... na mesma onda de Vinicius... mas aqui com participação de Chico Buarque...
Deixo aqui esta música, que adoro... e espero um dia encontrar alguém com sensibilidade e que comigo a dance...

Aguardem-me...

Vinicius de Moraes

Porque calhei por mera sorte ver o filme/documentário sobre a vida e obra (inesquecível) de Vinicius de Moraes… de nome “Vinicius”… e porque adorei e porque me tornou ainda mais uma forte admiradora da sua obra… partilho aqui com vocês três poemas dele que me tocam bastante… sintam…




Soneto de Fidelidade


De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento


E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.
(Até um dia meu anjo)






Tomara
Que você volte depressa
Que você não se despeça
Nunca mais do meu carinho
E chore, se arrependa
E pense muito
Que é melhor se sofrer junto
Que viver feliz sozinho

Tomara
Que a tristeza te convença
Que a saudade não compensa
E que a ausência não dá paz
E o verdadeiro amor de quem se ama
Tece a mesma antiga trama
Que não se desfaz

E a coisa mais divina
Que há no mundo
É viver cada segundo
Como nunca mais...




Soneto do Amor Total

Amo-te tanto, meu amor ... não cante
O humano coração com mais verdade ...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

(Vinicius de Moraes)




Aguardem-me…

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Primeiro agradecimento


Porquê?! Devem estar alguns de vocês a pensar… por este meu cantinho ter chegado ontem às 1000 visitas… deixou-me cheia de orgulho confesso…

E só me resta agradecer a todos vocês, que passam aqui todos os dias… meus leitores assíduos e fiéis, a vocês o meu obrigada muito especial…

E primeiro agradecimento, porque, ora bem, como sou muito da convencida lol… espero ter mais oportunidades para agradecer mais momentos destes…

Devo confessar-vos que nunca pensei vir a gostar tanto disto… e na verdade adoro este meu cantinho… mimo-o o mais que posso… para mim funciona como um bom escape, distrai-me bastante…

Espero que continuem a gostar e a visitar… e mais uma vez, por nunca é demais, o meu

MUITO OBRIGADA

pelas visitas… porque sempre que entro aqui e vejo que o número de visitas aumenta… confesso que também me dá mais animo, apesar de não ser o que me dê motivos para continuar, mas também é importante sentir que estão a gostar…

Aguardo-vos…

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Just like Heaven

Show me how you do that trick
The one that makes me scream he said
The one that makes me laugh he said
And threw his arms around my neck
Show me how you do it
And i promise you i promise that
I’ll run away with you
I’ll run away with you

Spinning on that dizzy edge
I kissed his face and kissed his head
And dreamed of all the different ways i had
To make him glow
Why are you so far away, he said
Why won’t you ever know that I’m in love with you
That I’m in love with you

You, soft and only
You, lost and lonely
You, strange as angels
Dancing in the deepest oceans
Twisting in the water
You’re just like a dream
You're just like a dream

Daylight licked me into shape
I must have been asleep for days
And moving lips to breathe his name
I opened up my eyes
And found myself alone alone
Alone above a raging sea
That stole the only boy i loved
And drowned him deep inside of me

You, soft and only
You, lost and lonely
You, just like heaven

You, soft and only
You, lost and lonely
You, just like heaven

By Katie Melua…

Hoje resolvi mudar aqui o meu cantinho… mudar umas coisas e acrescentar outras… acrescentei uma lista de músicas onde estão algumas das minhas favoritas… e penso que irão gostar ouvir e de “me ler” ao som dessas notas…

Aguardem-me...

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Balança…


Apetece-me escrever.. e vou escrever sobre o meu signo.. como que me lembrei eu de escrever sobre ele.. ora bem o meu incenso tinha acabado ontem.. adoro incenso, tranquiliza-me, relaxa-me.. e hoje fui comprar.. não tinha do que eu queria, então tive que escolher outro, é sempre bom mudar.. e vi lá uns de signos... achei giro e peguei no meu.. sou Balança.. e tem lá no verso da embalagem umas coisas escritas.. e é sobre isso mesmo que me apetece escrever e até que ponto semelhantes coisas se encaixam na minha personalidade..

Diz assim:

“Balança é o signo do diplomata. Os librianos são charmosos, românticos e diplomáticos. Também são indecisos, facilmente influenciáveis e rancorosos.”

Comecemos por aqui.. diplomacia, gosto da palavra.. mas lembra-me politica, terei em mim alguma alma de politiquice e desconhecia .. quem sabe.. nada disso, tenho mesmo é mais alma de diplomata do ponto de vista que gosto de me relacionar com os outros e de quem se relaciona comigo se inter-relacionem entre si.. e que acima de tudo se dêem todos bem…

Charme… por acaso considero-me uma mulher charmosa.. sou-o naturalmente, não o provoco para o ser… é o chamado charme natural…

Romântica, sou-o bastante… Interiorizo bastante os sentimentos e para os exprimir, exprimo-os romanticamente em todo o seu esplendor, arrebatadamente, apaixonadamente… enfim uma eterna sonhadora…

Indecisa… diria mais que sou inconstante, impulsiva… e por isso, por vezes tomo decisões erradas… mas também as há acertadas… por isso não me considero muito indecisa…

Influenciável, já fui mais… hoje em dia conheço-me melhor… e o que gosto mais é deixar pensar que estou a ser influenciada, mas no fundo não sou… quando sinto que estou a ser… subtilmente corto o mal pela raiz…

Rancorosa… não sou… nunca fui… não consigo ser… quem me conhece sabe-o bem… não consigo guardar rancor de ninguém… sou muito positiva e vejo sempre o lado positivo de todas as situações… e são as coisas que guardo comigo e que comigo vão permanecer para sempre…

Depois menciona umas características engraçadas que passo a numerar:

Frase-chave: “Eu Julgo”

Mas quem sou eu para julgar o que quer ou quem quer que seja… não julgo ninguém, nem actos… quando muito dou a minha opinião… mas Julgar é um termo muito forte e que pouco ou quase nada tem a ver comigo…

Planeta: Vénus

Bem… Deusa romana do Amor e da Beleza… Vénus… é essa mesmo… tem tudo a ver comigo…

Cor preferida: Azul

Apenas digo que é… em termos gerais… mas gosto muito do verde também… pelos motivos óbvios…

Pedra preciosa: Safira

Em grego significa azul… isto está tudo interligado… mas é uma pedra muito bonita… mas este tipo de preciosidades passam-me um pouco ao lado…

Número de sorte: 6

Gosto mais do 7… não ser porquê, deve ser simpatia… mas ficam mesmo um lado do outro… pode querer dizer algo como pode não querer dizer nada…

Dia favorável: sexta feira

Tem dias… é óptima porque sentimos o fim-de-semana à porta, mas por outro lado tem o acumular do cansaço de uma semana inteira… mas confesso que é um dia que me agrada…

Elemento: Ar

Sem dúvida… ar é a sensação de liberdade que sinto e adoro…

Signo oposto: Carneiro

Curioso a minha melhor amiga é desse signo… aqui aplica-se e muito bem os opostos atraem-se…

Flor: Rosa

Adoro flores… e por acaso especialmente Rosas… haverá algo mais belo e singelo que a oferta de uma simples Rosa a uma mulher… eu confesso que me derreto… as minhas preferidas são as brancas…

Metal: Cobre

É classificado como um metal de transição… muito bem, tem algo a ver sim… é um bom condutor de electricidade… bem energia não me falta, e conduzo-a bem…

Fragrância: Almíscar

“… refrescante e relaxante do almíscar rejuvenesce os encantadores librianos.”

Mais palavras para quê… nem me vou alongar muito mais… porque isto de signos teria muito mais a dizer… mas eu confesso não sou muito ligada a signos, é daquelas coisas que me passam mesmo ao lado e que numa revista nem leio… mas hoje apeteceu-me e tudo devido ao incenso…

Aguardem-me…

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

domingo, 12 de agosto de 2007

Vazia…


Hoje acordei assim com esse sentimento… sentindo-me oca por dentro… e eu talvez saiba porquê, mas ainda estou naquela fase de negação e nem perante mim o posso ainda afirmar…

Poderia aplicar aqui o ditado “quem tudo quer…” e o pior é que eu nem sabia que queria assim tanto… ou se quero… a verdade é que o sentimento de perda assusta-me… mas perder o que nunca foi meu… perdida ando eu…

Até aqui as palavras me estão a sair sem sentido… mas precisava de escrever e tem-me ajudado…

Assim sou eu hoje, vazia.. oca.. despojada de sentimentos.. desprovida de ti da tua companhia, hoje sinto a tua falta.. mas amanhã já posso não sentir… e tu sabes que eu sou assim inconstante e por isso te perdi por nunca te ter…

Comecei a agir tarde de mais.. houve quem se antecipasse e te desse o devido valor... mas a culpa é tua.. habituaste-me mal.. agora sinto falta da tua atenção, do teu ombro sempre presente quando precisei..

Ai como eu odeio o meu sexto sentido.. que só me conduz a presságios que dispensava pressentir.. ou na volta sou eu .. que gosto de sofrer por antecipação e massacro-me até não poder mais..

Já o disse mas mais uma vez o repito, a culpa é tua.. por me teres tratado sempre como uma princesa.. e hoje onde está o meu sapo?

Aguardem-me…

Take My Breath Away

Bem adoro esta música...
Já não a ouvia há um tempito...
E deixou-me com saudades, devo confessar, saudades de estar apaixonada... daquelas paixões de perder a respiraçao...
Enfim...

Aguardem-me...

sábado, 11 de agosto de 2007

Dancing…


… just follow the rythm … e deixa-te ir… deixa-te perder ao som da música que te envolve… fecha os olhos e sente… move your body, shake it… feel it…

… feel the sound of music.. her spirit… sente a espiritualidade que ela te transmite… e persegue-a até aos confins da eternidade.. e dança.. queres dançar comigo?

.. anda, dá-me a tua mão.. e prepara-te para voar.. não te preocupes e não me digas que não sabes dançar.. todos sabemos é algo inato.. basta quereres.. basta quereres te deixares ir…

.. do you feel the rainbow over us.. all his colours.. it’s blessing all our moves.. parecem perfeitos.. em sintonia.. os nossos movimentos.. não te preocupes com os olhares dos outros.. preocupa-te apenas em fazer-me voar e sonhar..

.. movimentos que me envolvem, embarcam… embalas-me e somos apenas um.. de braços entrelaçados… cercas-me por trás.. movimento para a esquerda, para a direita… transpiras tu.. transpiro eu..

.. cingimo-nos a um só ser.. de repente os movimentos tornam-se harmoniosos e únicos e perdemo-nos ao som da música e tornamo-nos num par ímpar…

Should we dance forever…?

Aguardem-me…

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Poemas... O segundo...


AUSÊNCIA


Num deserto sem água

Numa noite sem lua

Num país sem nome

Ou numa terra nua


Por maior que seja o desespero

Nenhuma ausência é mais funda do que a tua.


(Sophia de Mello Breyner Andresen)


Aguardem-me...

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Sensibilidade...

Sintam...

Aguardem-me...

Hot Day…


Bem, quem ler o título depois do post que o antecede… pensa… lá vem ela com mais um delírio lol…

Mas naaaaa… não é nada disso… hoje o dia teve muito quente não acham? Um autêntico “Hot day”… e eu aproveitei-o bem, por acaso…

Levantei-me cedo, para quem está de férias… 09.00h… plim… lá estava eu a pôr a pé (e tinha deitado tarde… mas quando estamos de férias é assim mesmo… há que aproveitar os dias ao máximo), tinha combinado com as minhas melhores amigas ir hoje para a piscina…

São aquelas amigas de toda a vida… já nos conhecemos desde a barriga das nossas mães (como nós costumamos dizer), éramos vizinhas… e uma delas é minha prima… mas é como se fossemos as três irmãs… são daquelas amigas que até no meu dia a dia não estão muito presentes… mas se eu precisar delas, elas aparecem do nada… isto tudo para dizer que há muita gente que passa pela nossa vida, mas de facto são poucos os que ficam…

A Cláudia passou por minha casa as 9.30h… e lá fomos as quatro (a prima “mai nova” a Titinha também veio) para a piscina… logo cedo se notou que o dia ia estar quente… estávamos entusiasmadas… gosto destes momentos que passamos só nós… parece que voltamos a ser todas miúdas…

Ao chegarmos, a piscina estava vazia… era só nossa lol (oba, oba…), é um espaço agradável, tem um pequeno pinheiral, com mesas, fomos lá pousar as coisas, guardar uma mesita para o almoço e viemos estendermo-nos ao comprido para a relva… lá fomos para a água… brrrrr que gelo… eu meti-me logo lol (nesse aspecto sou a mais corajosa)… e como a piscina era só nossa comecei a desafiar a minha prima mais nova para umas “bombas” (há c’anos eu já não fazia aquilo), superei-me a mim mesma hoje… estava mais irrequieta que o costume… muito “bombei” eu lol…

Bem, de manhã teve-se muito bem, foi um sossego… mas de tarde (óh senhores…) tanta gente, tanta gente… na água era impossível estar, de tão cheia que a piscina estava… começamos na cusquice e “corte e cose” lol… não sei como ainda há homens que usam daqueles “slips” como calção de banho para se banharem… eu disse logo: olhem, olhem.. parece o Zézé Camarinha lol… enfim, mas gostos não se discutem lol…

Para quem se está a perguntar.. e gajos bons pah e gajos bons?? Pois, nem vê-los (rindo…), era só miúdos, era só “avecs” de madeixa loira lol (kórror…)…

Mas valeu tanto a pena pela companhia delas.. rimos tanto.. falamos de casamento, porque a Marinha vai casar para o ano.. falamos de Verões anteriores de situações engraçadas que se passaram.. enfim falamos de coisas de mulheres…

Depois aproveitamos a piscina mais ao fim do dia, quando já estava menos gente e “bombamos” mais um pouco lol…

Venham mais “Hot days” para serem assim bem aproveitados…

Viva o verão, viva as férias…

Aguardem-me…

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Unidos…



… num momento, só nosso, tão único, só a nós pertence… não te mexas, não te movas, não estragues este momento que quero guardá-lo para sempre na minha memória... quero eternizá-lo nas minhas lembranças… quero levar o teu cheiro comigo… o teu perfume, o teu aroma, o teu odor… entranhado em mim…

… olhas-me fugazmente, serenamente… esse teu olhar mata-me, aniquila-me, derrete-me… mas o que mais gosto em ti é o teu sorriso… como pode alguém resistir a esse sorriso de safado… sorriso que me desgraça…


… enriqueces-me com a tua companhia, fortaleces-me com os teus beijos, engrandeces-me com o teu toque… simplificando, o que eu adoro mesmo.. é ficar deitada nos teus braços, no teu colo.. depois de me teres feito tua mulher.. e sentir-me assim querida e aconchegada, enquanto me chamas de “amor”..


… “amor”… sou-o, naqueles momentos e sinto que sou… mas depois vem a separação forçada, apesar de fazeres questão de manter a tua presença de uma maneira ou outra… mas deixo-te aqui o meu sentimento de agora… que vamos ficar Unidos para sempre… e só isso agora importa e nada mais…


Aguardem-me…

terça-feira, 7 de agosto de 2007

Poemas... O primeiro...


Charneca em Flor


Enche o meu peito, num encanto mago,
O frémito das coisas dolorosas...
Sob as urzes queimadas nascem rosas...
Nos meus olhos as lágrimas apago...

Anseio! Asas abertas! O que trago
Em mim? Eu oiço bocas silenciosas
Murmurar-me as palavras misteriosas
Que perturbam meu ser como um afago!

E, nesta febre ansiosa que me invade,
Dispo a minha mortalha, o meu bruel,
E já não sou, Amor, Soror Saudade...

Olhos a arder em êxtases de amor,
Boca a saber a sol, a fruto, a mel:
Sou a charneca rude a abrir em flor!


(Florbela Espanca)


Aguardem-me...


Nouvelle vague - in a manner of speaking ... Love

Mais palavras para quê...

Aguardem-me...

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Desejo…


Tenho vontade de ti… a cada segundo que passa… tens-me preenchido o pensamento… e o desejo tem aumentado…

fui tua, fostes meu… tornei-me tua… descansa que não é um peso assim tão difícil de aguentar… e tu sabes que eu sei, que tenho limites…

limitas-me e eu adoro… ai, a relação proibida… mas estávamos destinados e perdermo-nos… e eu que nem acredito no destino… claro que não, sou eu que o estou a traçar, fui eu que escolhi, fui eu que optei…

adoro perder-me em ti… nunca pensei que viesse a ser tão bom… porque não fostes mais insistente?! … e porque andei eu tão cega… e contigo aí, sempre disponível para mim…

vou sussurrar-te… quero viver o que houver para viver… quero sentir o que houver para sentir… porque o desejo é mútuo, é sentido… e tu bem sabes, que sinto e eu sei que sentes… aí está a grande diferença, dar e receber sem cobranças…

Desejo-te…

Aguardem-me…

domingo, 5 de agosto de 2007

Tenho um blog…


Estava eu a almoçar muito calmamente… com o meus queridos pais e com o meu mano… a falarmos de trivialidades e de um possível passeio à praia…

Lembrei-me eu… e se lhes contasse que criei um blog… pensei cá pra mim, naaaaa!!!! Lol… mais conversa, puxa conversa (chegou-se à conclusão que já não se ia a praia nenhuma lol)… e de repente, levanto-me… pego numa maçã e viro-me apenas para o meu irmão e digo-lhe: sabes, criei um blog!!

Primeira reacção dele… ficou a olhar pra mim com ar muito sério, como quem… não sei do que falas lol… e eu: não sabes o que é um blog óh dha?... ele: é uma cena onde pões umas fotos tuas né??... e eu: achas?! Para fotos já existe o hi5… (perante esta conversa cibernética, os meus pais estavam impávidos e serenos, sem nada dizer… e verdade seja dita, a dar pouca importância lol)… e eu: é tipo um site que tu crias na net… e publicas textos teus… ou o que te der na real gana, claro que também se pode por fotos… mas essa não é a minha opção…

A conversa ficou-se por ali… entretanto eu vim para a sala, estava de volta do pc… e vem o meu irmão e o meu pai… e eu disse: Rui… (que é o meu mano lol), anda cá ver… tás a ver o que é??... e ele: ahhhh (lol, que emoção digam lá…. E não deu mais importância aquilo) e o meu pai: Isso é para verem o que escreves e depois se tiverem interessados contactam-te? (lol…)…

Então não haviam de me contactar lol… logo eu… que escrevo tão bem rs… ainda me convidam para escrever um livro lol… disse eu… vira-se ele: então para que serve isso?!... e eu: apenas para eu escrever o que me apetecer, entre outras coisas… e ele: mas isso pode acontecer, pode acontecer quem goste do que escrevas…

Só mesmo o meu pai para me dizer uma coisa tão querida…

Apesar de eu já saber, que já tenho alguns leitores assíduos, que gostam do que eu vou “postando” aqui e a todos vocês o meu muito obrigado… por me darem motivação para continuar…

Aguardem-me…

Serás especial... para sempre...




Vou andando, cantando
Tenho o sol à minha frente
Tão quente, brilhante
Sinto o fogo à flor da pele
Tão quente, beijando
Como se fosses tu

Ao longe, distante
Fica o mar no horizonte
É nele, por certo
Onde a tua alma se esconde
Carente, esperando
Esse mar és tu

Pode a noite ter outra cor
Pode o vento ser mais frio
Pode a lua subir no céu
Eu já vou descendo o rio...

Na foz, revolta
Fecho os olhos, penso em ti
Tão perto, que desperto
Há uma alma à minha frente
Tão quente, beijando
Por certo que és tu

Pode a lua subir no céu
E as nuvens a noite toldar
Pode o escuro ser como breu
Acabei por te encontrar

Vou andando, cantando
Tive o sol à minha frente
Tão quente, brilhando
Que a saudade me deixou
Para sempre,
Por certo
O meu Amor és tu.

A nossa música...

Obrigada por teres aparecido na minha vida e me teres tornado na mulher que sou hoje…
Tornei-me uma mulher mais madura… mais confiante…
Obrigada por me teres despertado para a vida… agora vejo que andava meia adormecida…
Obrigada por seres como és… especial, único…
Obrigada por seres meu amigo, meu confidente…
Obrigada por me fazeres sorrir… por me fazeres rir como ninguém…

E assim te deixo aqui a minha pequena homenagem… pequena, porque tenho muito mais para agradecer… e porque acredito que temos muito mais para aprender juntos e admito que terei mais eu a aprender contigo do que tu comigo lol… sempre assim foi e sempre assim será… (né?! lol)…

Jamais te quero perder… Adoro-te…

Aguardem-me…

P.S.: no principio está um link que dá acesso à música...
de título: “Fado do Encontro”
interpretes: Tim & Mariza

sábado, 4 de agosto de 2007

Desilusão…


Acordei com este estado de espírito… dormi mal, fui acordada de madrugada… a acusarem-me de coisas que não fiz… não admito isso a ninguém… porque sou mulher o suficiente para assumir todos os meus actos, sem medos nem receios de ser apelidada do que quer que seja…

Por outro lado… foi óptimo isto acontecer é da maneira que vou “eliminar” de uma vez uma determinada pessoa da minha vida… que se encontrava num "stand by", meio adormecido, estava a dar tempo ao tempo… dei-o… e vim a constatar o pior… engraçado é, é que não sinto tristeza, é apenas desilusão… desilusão de uma constatação que sinceramente já esperava… e como já esperava talvez por isso não me esteja a custar tanto… porque o que havia para sofrer, já sofri… o que havia para chorar, já chorei…

(já sei que vou levar na cabeça de algumas pessoas… que me vão dizer que não devia de estar a falar disto aqui… que não devia de estar a expor-me tanto… descansem, que eu estou bem e sempre com aquele sorriso que vos é conhecido.)

Vou tentar esclarecer o que houver para esclarecer… por uma questão de honra para comigo mesma… será apenas esse o meu objectivo e mais nenhum…

Aguardem-me…

Beijo…


São precisas duas pessoas… é preciso atracção, química, sintonia, um querer mutuo… é preciso mais, muito mais… vamos aprofundar isto?!

Olho-te… vejo-te distante e sinto que nunca poderás ser meu para todo o sempre… não me perguntes porquê (há perguntas que não se fazem… sinto-o apenas, e sinto-me no direito de partilhar contigo tudo o que sinto, seja pelo bem… seja pelo menos bom…), mas, também te pergunto, o que interessa isso agora… tu queres, eu quero… estamos aqui… aproxima-te…



Já te disse que esse perfume me inebria? Tens que deixar de usá-lo :p… senão qualquer dia ainda sou acusada de atentado ao pudor… (eu não escrevi isto lol) adiante…

Aconchegas-me, olhas-me profundamente… deixo-me ir… as tuas mãos tocam-me os braços… ombros… pescoço… dizes-me és tão linda… digo-te são os teus olhos…



Chegas-te, sinto a tua respiração mais próxima… quente… afasto-me, provoco-te… hum, chegas-me pra ti (não faças isso muitas vezes… senão não respondo por mim)…



Há beijos que são inesquecíveis… lembrei-me agora de uma coisa engraçada (por falar em inesquecível…) não me lembro do meu primeiro beijo lol… deve ter sido em miúda, deve ter sido tão bom que nem me lembro dele… mas lembro-me do último… do meu ultimo beijo (mas esse será só meu para sempre…)…



Bem, foi-se-me a inspiração lol… mas haverá mais oportunidades em que falarei mais de beijos, sôfregos, ansiados, apaixonados… aqueles que estimulam um turbilhão de emoções…

Aguardem-me…

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Dia… Noite…


Dia, claridade que me encandeia… luminosidade que me ilumina… céu azul que amo… sol que me revitaliza… nuvem que me protege…

Adoro acordar de manhã, abrir a janela… e deparar-me perante um dia deslumbrante… fecho os olhos inspiro… volto a respirar calmamente… não pensar em nada, apenas agradecer por mais um dia, mais uma vivência… e aproveitar o dia, espremê-lo até não poder mais, com tudo de bom que ele tem para nos dar…

Depois também há os dias cinzentos… chuvosos… nunca vos disseram “tas como o tempo?!” lol… a mim dizem-me tantas vezes, nem sei porquê (quer dizer até sei… mas adiante lol)… Nesses dias não me apetece sair de casa, acho que não deve apetecer a ninguém… não há coisa pior que sair de casa com chuva… brrrrr…



Noite, escuridão que me inebria… Luar que me alimenta a alma… solidão que faz parte de mim…


Noctívaga, sou-o… ultimamente talvez mais… talvez devido à solidão (solidão no sentido de estar sozinha.. e não no sentido de me sentir uma pessoa solitária..)
Mas se há algo que me encanta na noite… é a lua (aiiiiii…) quando está aquela lua cheia que ilumina a noite, aquele luar rejuvenesce-me…

Desejo-vos dias cheios de luz… e Noites inebriantes daquilo que mais desejarem…

Aguardem-me…

"Se amanhã eu não estiver cá..."

Um texto de uma mãe para um filho, que todas as pessoas deviam ler! Se amanhã eu não estiver cá… “Há dias em que não me é fácil saber q...